Pular para o conteúdo principal
4º Encontro Nacional ANFIDC

O 4º Encontro ANFIDC foi um sucesso

O 4º Encontro Nacional ANFIDC 2019 bombou! Realizado no dia 24 de outubro de 2019 no Renaissance São Paulo Hotel, o evento contou com a presença de 425 participantes – público 33% superior ao do ano anterior.

Publicado em: 29 de Outubro de 2019

O Encontro ANFIDC 2019 teve a abertura de Paulo Schonenberg, presidente da ANFIDC. O evento de 2019 tinha uma importância especial, visto que celebrava os 10 anos de existência da Associação no evento, considerado o mais representativo e relevante do país dedicado à indústria dos FIDCs Multicedentes e Multissacados.

Paulo falou sobre os grandes acontecimentos que estruturaram e consolidaram a ANFIDC, e que seu sucesso só foi possível “pela força de trabalho, dedicação e entusiasmo de pessoas incansáveis, excelentes profissionais, e de associados que acreditaram e acreditam que a união faz a força”. Homenageou as pessoas que estavam no evento e as que sempre acreditaram na indústria de FIDCs.

O presidente da ANFIDC fez uma retrospectiva da história da entidade, dividindo-a em três pilares: Engajamento, Governança e Resultados. No pilar Engajamento, Paulo Schonenberg lembrou da fundação da entidade, feita por quatro executivos de visão: Antonio Carlos Donini, Sergio Dagostim, Luiz Fernando Vasconcelos e Alberto Gonçalves. Na sequência, falou sobre os presidentes anteriores – Alberto Gonçalves e Alexandre Silveira –, que empreenderam o processo de estruturação da entidade, organização e relacionamento com os reguladores e classificadores de risco.

Falou sobre o vigor, maturidade e abrangência da Associação, estabelecida nos últimos três anos. “Fortalecemos nossa representatividade e influência no mercado; estamos muito mais próximos dos agentes reguladores, CVM, BC e Judiciário; das agências classificadoras; das entidades do mercado financeiro, como a Anbima, da imprensa e, especialmente, mais perto dos consultores de crédito dos FIDCs”, disse.

Em Resultados, apontou vitórias importantes no âmbito regulatório e de negócios dos FIDCs. “Hoje, somos chamados para dar nossos pareceres em situações diversas, junto dos agentes reguladores, entidades de classe, mercado financeiro e até mesmo da imprensa”. 

Entre as conquistas estão: a lei da duplicata eletrônica, o direito de regresso, a consulta prévia da nova Instrução CVM 356 e a resolução nº 3.922 (Regime Próprio de Previdência Social), que trata do Regime Próprio da Previdência Social.

Demonstrou o avanço no número de associados, de 78 fundos em 2016 para 132 em 2019. Mostrou que na sua base de associados, a ANFIDC tem mais de 76% de patrimônio líquido (PL) – são R$ 14,9 bilhões, uma marca histórica – dos 19,7 bilhões do total de FIDCs existentes.

Se referiu ao esforço de estar mais perto dos FIDCs, nos encontros nacionais de São Paulo e regionais, em Fortaleza e Porto Alegre. Além da realização de dois webinars para tratar de assuntos jurídicos de interesse dos FIDCs.

Paulo Schonenberg saudou os parceiros, empresas patrocinadoras, que ajudaram a realizar o 4º Encontro ANFIDC 2019. São eles: Ouro Preto Investimentos e Socopa (patrocinadores Ouro); CRCD, Quick Soft e Siegen (Prata); Banco Santander, CERC, CM Capital, IDTrust, QI Tech e Tercon (Bronze), e DDS Advogados, Finaxis, PVG Advogados, RGBSys, Standy By, Teixeira Fortes Advogados, Valora e WBA.

Dando prosseguimento ao evento, aconteceram os painéis de debates, com o objetivo de trocar ideias, trazer experiências do mercado e discutir de forma livre com a plateia.

Com o tema “A Nova Instrução CVM 356”, Claudio Halaban, vice-presidente da ANFIDC, mediou a conversa com Daniel Maeda (superintendente de Relações com Investidores Institucionais da CVM), Daniel Doll (diretor de Administração Fiduciária da Socopa), Ricardo Meira Pedro (diretor de Administração de Recursos do Grupo Finaxis) e Marcelo Ferraz (membro do Fórum de Gestão de Fundos Estruturados e coordenador da Comissão Temática de Direitos Creditórios da Anbima). 

Os debatedores do primeiro painel falaram sobre a percepção geral sobre a nova ICVM 356, as oportunidades e riscos da Instrução e como ela contribui para reforçar a confiança, trazer investimentos e impulsionar crescimento ao mercado de FIDCs. A plateia se inseriu no debate, fazendo perguntas.

Em seguida, realizou-se o painel que debateu “A regulação do Bacen sobre duplicatas escriturais e cessão de recebíveis de instituições de pagamento”, coordenado por Rubens Vidigal Neto (sócio-fundador do PVG Associados), além de Mardilson Queiroz (consultor do Departamento de Regulação do Sistema Financeiro do Banco Central), Bruno Balduccini (sócio na Área Empresarial do escritório Pinheiro Neto Advogados), Fernando Fontes (fundador e diretor-presidente da CERC – Central de Recebíveis) e Fernando Kalleder (cofundador e CEO da Central de Registro de Direitos Creditórios – CRDC). 

O grupo do segundo painel discutiu sobre as inovações que a regulação traz para o mercado de FIDCs, em termos da emissão, circulação e cobrança de títulos; as oportunidades e impactos nos negócios do segmento, e como a regulação garante a segurança e a validade jurídica das duplicatas eletrônicas. Depois, respondeu perguntas da audiência.

Após o intervalo, aconteceu o talk show conduzido por Mílton Jung, jornalista e âncora do Jornal da CBN, que entrevistou Luiz Gustavo Medina, economista e especialista em Finanças, que falou sobre o cenário econômico e político do Brasil.

Paulo Schonenberg encerrou o evento falando sobre a sensação de missão cumprida, com seriedade e profissionalismo: “Deixo a presidência da ANFIDC daqui a poucos dias, mas percebo que ela está mais forte, melhor e mais representativa. E, por que não dizer, com um olhar no futuro!”

“Renova-se a diretoria da ANFIDC e tenho certeza de que esse novo ciclo revigora a entidade e sua responsabilidade frente às muitas iniciativas...”, disse.

Paulo apresentou o novo presidente da ANFIDC no triênio 2019-2022, Luis Eduardo da Costa Carvalho, que subiu ao palco e falou sobre a sua satisfação de representar a Associação nos próximos três anos, estar mais perto dos associados e de sua felicidade em constatar que 4º Encontro ANFIDC 2019 foi um sucesso.

O novo presidente da ANFIDC Luis Eduardo convidou as pessoas para o coquetel de confraternização do 4º Encontro Nacional ANFIDC 2019.